Prevalência de larvas migrans em solos de parques públicos da cidade de Redenção, estado do Pará, Brasil

Palavras-chave: Ancilostomíase, Toxocaríase, Parques Recreativos, Zoonose

Resumo

RESUMO

OBJETIVO:

Analisar a prevalência de larva migrans visceral (LMV) e larva migrans cutânea (LMC) em solos de parques públicos da cidade de Redenção, estado do Pará, Brasil.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Foram examinados os solos de cinco parques da cidade, localizados do centro até a periferia. Foram colhidos 60 g de solo em cinco diferentes pontos de cada parque, totalizando 25 amostras. Para o processamento desse material, utilizaram-se as técnicas de sedimentação espontânea e de centrífugo-flutuação.

RESULTADOS:

Do total de amostras dos cinco parques, 80,0% foram positivas para a presença de formas parasitárias, sendo 72,1% identificadas como LMC e 27,9% como LMV. Além disso, observou-se uma predominância de larvas filarioides de ancilostomídeos (58,8%) em relação ao restante das larvas identificadas.

CONCLUSÃO:

A prevalência desses parasitos nos parques públicos enfatiza a importância da adoção de medidas profiláticas, pois os mesmos podem atuar como fonte de infecção no ambiente, comprometendo a saúde humana.

Publicado
2019-06-20
Seção
Artigo Original