Análise da produção científica do Curcuma longa L. (açafrão) em três bases de dados após a criação da RENISUS

  • Diorge Jônatas Marmitt Programa de Pós-graduação em Biotecnologia, Centro Universitário UNIVATES, Lajeado, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Claudete Rempel Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento, Centro Universitário UNIVATES, Lajeado, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Márcia Inês Goettert Programa de Pós-graduação em Biotecnologia, Centro Universitário UNIVATES, Lajeado, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Amanda do Couto e Silva Centro Universitário UNIVATES, Lajeado, Rio Grande do Sul, Brasil
Palavras-chave: Plantas Medicinais, Fitoterapia, Curcuma

Resumo

O objetivo desta análise sistemática foi quantificar as publicações que descrevem potencial terapêutico para planta listada na Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), Curcuma longa L., geradas entre 2010 e fevereiro de 2013 em três bases de dados científicas: SciELO, Science Direct Springer. A análise dos 1.139 artigos encontrados nas bases de dados pesquisadas foi realizada inicialmente a partir da leitura do título, observando quais trabalhos mencionavam C. longa ou termos relacionados, como "curcumin", "curcumina", "turmeric", "turmérico", "açafrão" e "saffron". Os artigos elegidos nessa etapa foram analisados por meio da leitura do abstract, tendo sido selecionadas publicações que referiam tratamento terapêutico com a planta. Na última fase da avaliação, os artigos selecionados tiveram seu conteúdo lido na íntegra no intuito de eleger os que comprovavam potencial terapêutico a partir do uso ou aplicação de C. longa. Esta seleção resultou em 107 artigos de interesse, destes, 44 reportavam atividade anticarcinogênica e 11 apontavam atividade antidiabética para C. longa. Os resultados desta análise sistemática fornecem subsídios teóricos para discussões na saúde pública sobre tratamentos alternativos à base de C. longa.

Publicado
2018-11-14
Seção
Artigo de Revisão