Avaliação da higienização das mãos de manipuladores de alimentos do Município de Ji-Paraná, Estado de Rondônia, Brasil

  • Fabiane Seidler Ponath Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
  • Tiago Barcelos Valiatti Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
  • Fabiana de Oliveira Solla Sobral Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
  • Natália Faria Romão Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
  • Greice Mara Corrêa Alves Universidade Camilo Castelo Branco, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
  • Graziella Pinetti Passoni Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Ji-Paraná, Rondônia, Brasil
Palavras-chave: Manipulação de Alimentos, Higiene das Mãos, Alimentos Preparados, Higiene dos Alimentos

Resumo

O aparecimento de comércios de alimentos está em expansão, devido ao crescente número de refeições realizadas fora de casa, porém nem sempre esses comércios são sinônimos de qualidade. As bactérias são as principais causas de contaminações de alimentos, dentre elas se encontram Staphylococcus aureus, mesófilos e coliformes totais. Com o objetivo de avaliar a presença de micro-organismos indicadores de falta de higienização em mãos de manipuladores de alimentos, foram realizadas três coletas em cinco estabelecimentos em dias alternados, totalizando 15 amostras. Foram feitas as inoculações das amostras coletadas das mãos dos manipuladores em Placas 3M™ Petrifilm™ para análise quantitativa de unidades formadoras de colônias. Observou-se que todas as amostras analisadas apresentaram-se fora do padrão estabelecido pela Organização Pan-Americana da Saúde que determina a contagem máxima de 102 UFC/mão, acima deste valor é considerado contaminação. Avaliando os cinco estabelecimentos analisados, o quarto e o quinto foram os que apresentaram maiores índices de contaminação microbiológica, porém todos os estabelecimentos apresentaram índices de contaminação superior aos exigidos para os três micro-organismos analisados. Conclui-se que a falta de informação de como higienizar as mãos de maneira correta pode ter como consequência uma transmissão de micro-organismos patogênicos para os alimentos, podendo atingir seriamente a saúde do consumidor.

Publicado
2018-11-13
Seção
Artigo Original