Pandemias de influenza e a estrutura sanitária brasileira: breve histórico e caracterização dos cenários

  • Ligia Maria Cantarino da Costa Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil
  • Edgar Merchan-Hamann Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, Brasil
Palavras-chave: Influenza Humana, Pandemias, Vigilância em Saúde, Saúde Pública

Resumo

A influenza é reconhecida, mundialmente, pela sua capacidade de gerar ondas epidêmicas e pandêmicas com anotações das principais características virológicas, clínicas e epidemiológicas, incluindo sua mortalidade e letalidade e o contexto da sua ocorrência em caráter pandêmico. A estrutura sanitária brasileira frente à história das pandemias é caracterizada de forma breve. Aspectos da vigilância em diferentes animais também são abordados, face à possibilidade de propagação do vírus Influenza para a população humana. A abordagem histórica contribui para alertar sobre a importância da influenza enquanto virose respiratória de caráter zoonótico, alta capacidade de transmissão e distribuição global e a necessidade crescente de resposta articulada de governos.

Publicado
2018-10-23
Seção
Artigo Histórico