Investigação da lateralidade em termos de preferência e dominância manual em primatas Sapajus apella

  • Leon Claudio Pinheiro Leal Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Laboratório de Neuroplasticidade, Belém, Pará, Brasil; Instituto Evandro Chagas/SVS/MS, Centro Nacional de Primatas, Ananindeua, Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0002-7529-837X
  • Rafaela Martins Reis Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Laboratório de Neuroplasticidade, Belém, Pará, Brasil; Instituto Evandro Chagas/SVS/MS, Centro Nacional de Primatas, Ananindeua, Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0002-4174-8774
  • José Augusto Pereira Carneiro Muniz Instituto Evandro Chagas/SVS/MS, Centro Nacional de Primatas, Ananindeua, Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0003-2181-7637
  • Carlomagno Pacheco Bahia Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Laboratório de Neuroplasticidade, Belém, Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0003-3794-4710
  • Lane Viana Krejcová Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Laboratório de Neuroplasticidade, Belém, Pará, Brasil; Instituto Evandro Chagas/SVS/MS, Centro Nacional de Primatas, Ananindeua, Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8016-5283
Palavras-chave: Primatas, Lateralidade, Preferência Manual, Dominância Manual

Resumo

RESUMO

OBJETIVO:

Quantificar a variabilidade individual na lateralidade de primatas Sapajus apella, a fim de determinar a ocorrência de preferência e/ou dominância manual por meio de dois testes motores.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Sete macacos machos adultos foram submetidos a sessões de habituação aos experimentadores e aparatos experimentais, seguidos de 20 sessões dos testes motores staircase e tabuleiro de Brinkman, que permitem medir as habilidades de alcance e pegada e a precisão dos movimentos em pinça. Parâmetros, como latência de retirada da primeira recompensa, uso de mão trocada, tempo para a retirada de todas as recompensas e perda da recompensa, foram coletados para cada mão individualmente. Análises da sequência de retirada das recompensas no tabuleiro de Brinkman foram realizadas para observação de estabelecimento de padrões motores.

RESULTADOS:

Foram observadas diferenças significativas entre os dados obtidos para as mãos direita e esquerda para todos os animais, com variações importantes na apresentação de preferência e dominância manuais, bem como alterações no padrão motor de realização do teste com indicativos de aprendizado induzido pelo mesmo.

CONCLUSÃO:

Os macacos apresentaram preferência manual na realização de tarefas motoras, com maior prevalência de preferência pelo lado direito, não havendo necessária correspondência entre preferência e dominância manual para cada animal.

Publicado
2021-07-07
Seção
Artigo Original